Como lidar com as birras? - Cabeça de Criança
  • Como lidar com as birras?

    Você já ouviu falar em “adolescência da infância ” ou “terrible two”?

    Esses termos designam uma fase delicada da vida de uma criança: aquela que começa por volta dos dois anos e vem acompanhada pelas birras, manhas e os famosos “pitis”, aqueles escândalos de se jogar no chão que matam os pais de vergonha.

    “Essa é a fase em que eles começam a querer escolher a roupa e o que comer”, disse a pediatra Renata Aniceto durante o evento “Juntos nos primeiros 1000 dias de vida”, promovido pela revista Crescer nesta última quinta-feira, em São Paulo.

    “Eles estão testando os limites, porque não os conhecem”, afirmou.

    Além disso, uma criança de dois anos muitas vezes ainda não consegue se comunicar com total clareza, e sente-se frustrada ao não saber expressar seus sentimentos, daí os surtos de irritação.

    Para lidar com esses ataques e com os maus comportamentos, é preciso muita paciência, mas algumas técnicas ajudam.

    Para repreender a criança, abaixe-se no nível dela e mude o tom de voz. Fale de maneira séria, sem gritar.

    Outra tática é combater o choro com carinho: abrace seu filho e tente entender o que está incomodando.

    Se a criança estiver fazendo algo perigoso, como colocar o dedo na tomada, não tem jeito, tem que repetir quantas vezes for necessário ou tentar distraí-la com outra coisa.

    Agora, se a criança estiver fazendo birra para chamar a atenção, ignore-a. Não valorize a atitude gritando coisas como “para com isso!”. Deixe-a expressar sua irritação, desde que ela não se machuque, é claro.

    Para Renata Aniceto, o famoso “cantinho” do pensamento não é um castigo eficaz. Para crianças maiorzinhas, que já entendem as consequências, funciona mais fazer trocas, como proibí-la de ver um desenho se ela se comportar mal.

  • Back to top